Artigos...

wallpaper wallpaper wallpaper wallpaper wallpaper

terça-feira, 6 de abril de 2010

0 Sofrimento — Bem ou Mal?


Pedro lembra aos crentes que o próprio Cristo sofreu; e lhes diz que eles são "participantes das aflições de Cristo" naquilo que agora suportam. "Ora, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este pensamento." (I Ped. 4:1). "Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo." (I Ped. 4:13). A lembrança dos sofrimentos do seu Mestre santificará e temperará o seu sofrimento e dor.

A resposta cristã ao problema do sofrimento deve pôr-se face a face ante este fato supremo. Fora daí, realmente não há resposta. Mas as Escrituras são muito enfáticas sobre isto. Os profetas 0 viram assim: "homem de dores, e experimentado nos trabalhos" (Is. 53:3). Os evangelhos 0 apresentam como Alguém que "tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças" (Mat. 8:17). Os apóstolos declaram que Ele "aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz" (Fil. 2 :7-8). E mais: "para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas" (I Ped. 2:21). Ainda mais do que isto nos é revelado. A razão do sofrimento é dada pormenorizadamente. "Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. E, sendo ele consumado, veio a ser a causa de eterna salvação para todos os que lhe obedecem." (Heb. 5:8-9). É digno de nota o fato de que, sempre que o exemplo de Cristo nos é apresentado nas Escrituras para nossa imitação, é Seu exemplo no sofrimento que é citado.

Isso é altamente significativo. Indubitavelmente, o nosso Senhor tinha disposição para a obediência desde o princípio dos Seus dias na terra. Todavia, foi na escola do sofrimento que Ele aprendeu a prática da obediência. Através de um longo curso de provação e sofrimento Ele aprendeu a obediência. A dispensa do sofrimento teria significado dispensa da liderança. "Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles." (Heb. 2:10). O sofrimento ficou gravado em cada passo que Jesus deu. Por esta razão, "naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode so¬correr aos que são tentados" (Heb. 2:18).

Se havemos de responder à pergunta, "Sofrimento — Bem ou Mal?", devemos partir daqui. No coração da história está Jesus Cristo. Ele foi aperfeiçoado mediante o sofrimento. Submeteu-Se livremente à agonia e à ignomínia da cruz, e ali sofreu por todos os homens. Ao fazê-lo, esgotou o cálice do sofrimento até o fim. O sofrimento Lhe era necessário. Deus usou o sofrimento para prepará-lo para o sacrifício supremo. Ele Se encarnou para poder aprender a obediência. Suportou a vontade divina como um jugo, em vez de brandi-lo como um cetro. Este é o credo do cristão. Cristo mesmo provou o sofrimento até às maiores profundezas. Portanto, Ele entende. Portanto, Ele pode socorrer os que passam por sofrimentos e provações.

William Fitch

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum

Sponsors

banner3

  © 2009 O CALVINISMO

Back to TOP